Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.

Informações: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons


Diversidade Curativa

Enviado em 27/08/2012 (1303 leituras)

Concentremo-nos no calor que aquece a semente
Nos raios do Sol que fertilizam para alimentar
A sacralidade da semente que nutre
O alçar do vôo dos pássaros coloridos, tingindo o Céu
Nos flocos do sereno úmido que irriga o solo
Concentremo-nos na diversidade
De cores, tamanhos, formas, raças, nações, povos, culturas
A diversidade é a dádiva mais bela e abstrata
Concebida no auge da sacralidade primordial
A diversidade traz consigo a pluralidade
A absorção da conexão mais bela e simples
Bela por ser simples
A realidade não linear, mas cíclica
A sincronicidade dos elementos
A natural manifestação da Vida e a continuidade dos ciclos,
Perpetuando, rompendo... transcendendo
O desabrochar da alma traz o brilho
A Aurora traz o brilho
A gota de orvalho traz o brilho
A harmonia está presente em todos e no todo
Totalidade que tarda, mas chega suave como o trovão
A diversidade é a beleza manifesta
Em tons indescritivelmente cristalinos
A força traz a vida e a vida vem da força
Incógnitos pensamentos se atraem
Uma imensa combinação de sensações
Em uma imensidão de sensações
O caminho que serpenteia no infinito e desperta as montanhas
No torpor incandescente da busca individual
Dorme em silêncio profundo, nossa cura
E este encontro é a síntese existencial de tudo o que somos e existimos
Como espelhos contrapostos, como a precipitação do anseio
Encontramo-nos, novamente, com a diversidade curativa
Aquela que reside em lugares ermos, talvez até hostis
Nos cantos escuros de nossas mentes
Aqueles que nos perseguem em sonhos ou manifestando
Tudo aquilo que tememos
Tornando-nos adormecidos, individualizados, ermos e até hostis
Então a diversidade curativa encontra-se escondida em nossos medos?
Difícil, porém esta busca se torna incansável
O difícil é o medo de acreditar?
O fácil é a certeza do saber?
Concentremo-nos, primeiramente, em nossa diversidade interior
A imensidão de quem somos a simplicidade que nos esquecemos
A diversidade curativa traz paz interior?
Só descobriremos a resposta, abertos e despertos
Atentos ao nosso redor e as redondezas de quem somos
Somos o que nos tornamos ou nos tornamos o que somos?
Só descobriremos quando realmente sentirmos
Queremos ser, ou somos o querer?
A diversidade curativa então somos todos nós
Cada indivíduo e toda sua “carga” social, filosófica e espiritual
Dentro de tudo aquilo que escolhemos externizar
Na compreensão do que se conecta, se funde, complementa e absorve
O que nos revela absoluta e profunda felicidade
E ao mesmo tempo nos amedronta
A compreensão da diversidade e o Amor a ela
Que nos livra de todo pré-conceito
Pré-julgamento, pré-ignorância...
E nos cura, antes mesmo que a “doença” chegue...
Dividir para conquistar???
A diversidade curativa é a visão do complexo e do caótico
Do caos silencioso que antecede a criação
Pois que haja caos para que a ordem se restabeleça
No atrito do que foi, é e será
Hoje e sempre...
Que a compreensão desta diversidade nos cure,
Cure a nossa comunidade e cura a nossa Terra /|\


AWEN a todos!!!

Por Ëldrich Hazel Ybyrapytã
Caminhante que busca o despertar da consciência através da meditação e da compaixão.

Ëldrich, filho da Avelãzeira:
"Somos todos folhas da mesma Árvore"
E-mail:
eldrich@templodeavalon.com

Para ler os artigos de Ëldrich Hazel Ybyrapytã, clique aqui.
Direitos Autorais
A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Solicitações para reprodução devem ser feitas por e-mail. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Obrigado!

Comentários:

Fáilte... Cadastre-se para comentar | Login

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Go raibh maith agat... Obrigado!