Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.

Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons


Revolução Silenciosa

Enviado em 02/05/2010 (2766 leituras)

"O tempo é o pai da verdade, a autoridade e a dúvida, o começo da sabedoria" - Galileu Galilei.

Todo grande salto na história da humanidade só é notado após algum (ou muito) tempo passado. Sempre foi assim desde nossos ancestrais, seguindo a evolução cíclica através dos tempos, até os dias atuais, refiro-me às revoluções gradativas que possuem um impacto revigorante ou decadente. E que, durante gerações, vai agregando valores, lentamente, despertando mentes para tal e quando se dão conta, ouve-se os comentários: Você se lembra de como era antes? Como as coisas estão diferentes?!

Em nosso tempo, existe uma silenciosa revolução acontecendo, há algum (ou muito) tempo por toda parte, uma revolução "espiritual comportamental", que é constatada a cada ato vil e revelador das religiões dogmáticas tradicionais, não estou aqui para julgar ou condenar nenhum tipo de religião, qualquer que seja ela ou como quer que se apresente, pois acredito na diversidade que transforma qualquer divergência e na diferença em união e poder.

É inevitável deixar de relatar fatos que estão acontecendo ao nosso redor, que estão fazendo aumentar a busca por religiões menos dogmáticas e mais abrangentes. Religiões que ensinam que a imagem de Deus (seja sua imagem moldada de acordo com a fé de cada um, feminino, masculino, etc... isso não importa) que de fato não se trata de um ser imponente, autoritário, sentado em um trono que julga e condena os "pecadores" e sim, a pura tradução da palavra AMOR, que ele (a) está em cada partícula e molécula de nosso corpo. Portanto somos parte dele (a) e ele (a) de nós.

É notável, também, a carência de fé apresentada pelas pessoas ultimamente, fazendo com que elas procurem pelas religiões que ensinam o AMOR incondicional e absoluto, ou seja, que ensinam que somos responsáveis por nossas ações e pensamentos e que essas ações e pensamentos, influenciam, e muito, no decorrer dos acontecimentos. Não somos julgados por Deus (a) e sim, que tudo que acontece é conseqüência do que fazemos a nós mesmos e aos outros.

O livro da vida é escrito por nós todos, os dias de nossas vidas e as lições que deixamos para nossos descendentes, perduram através dos tempos e podem mudar gerações e nações.

Os crescentes escândalos envolvendo as religiões dogmáticas, revelam o que elas sempre foram por debaixo do manto da ganância e do individualismo, um sistema falido e obsoleto de pensamento e filosofia errônea, algo que perdurou durante séculos de matanças e injustiças, nos afastando do verdadeiro caminho evolutivo e cíclico universal. Atualmente, notamos que existe uma crescente demanda de pessoas que abandonam suas antigas crenças por simplesmente não encontrarem respostas para suas perguntas, estas religiões ensinam a buscar respostas fora e não dentro de cada um de nós.

Ensinam, também, que somos imperfeitos e para começar, nascemos do chamado "pecado original". Impõem e conquistam através do medo e governam por ele. O medo enfraquece os sentidos, o medo corrompe nossa força e nos torna vítimas eternas, nos faz ajoelhar e pedir perdão em nossos momentos de angústia, ao invés de pedir perdão por humildade e amor. O medo deturpa quem somos, pois fomos feitos de coragem, que provém de nosso âmago ancestral e não do materialismo e da competitividade.

Procuram por religiões que possam resgatar a conexão há muito tempo perdida e deturpada pela fé cega e vazia. Constatou-se na Irlanda que, nos últimos cinco anos, não foram mais formados novos padres, o que nos faz compreender que existe uma forte necessidade de voltar às raízes por parte do povo irlandês e buscar preencher o vazio que a imposição da igreja deixou naquelas terras.

Podemos citar vários exemplos de investimentos milionários na indústria cinematográfica com uma grande quantidade de filmes que retratam a espiritualidade "não convencional", filmes como Avatar que nos mostram a ganância do ser humano em busca de riquezas, destruindo e rompendo a paz de todo um planeta que sempre viveu em harmonia e em conexão plena com a Natureza.

Podemos comparar a estória criada por James Cameron com o que os romanos fizeram com o povo Celta e nos longos anos que se sucederam com esta "conquista". Fazendo nascer assim, o maior monopólio político/capitalista da história da humanidade! Cabe a cada um de nós, tirarmos nossas próprias conclusões.

Podemos citar, também, o exemplo de nosso país, quando poderia se passar na cabeça de qualquer pessoa que a cinco ou dez anos atrás, seriam investidos milhões em uma superprodução da Twentieth Century Fox (primeiro longa metragem na história do cinema brasileiro) em um filme sobre um livro espírita, psicografado por Chico Xavier, chamado "Nosso Lar"? Sabendo que se trata de reencarnação, um tema extremamente polêmico, terminantemente proibido de se acreditar nas "religiões convencionais" e que se distancia e muito do que se prega nelas.

Por isso resolvi escrever esta matéria para podemos compreender que isso se trata de uma "Revolução Silenciosa" e como um grande salto em nossa história, só será notado quando já estivermos em uma outra compreensão de religiosidade.

A palavra religião vem do latim "religare" que significa religar-se. Portanto, acredito que seja algo inconsciente e interior querer esta religação que buscamos todos os dias de nossas vidas e quem sabe, assim rumamos para um futuro com menos indiferenças e julgamentos, um futuro que possa ser moldado nos valores reais de amor e compreensão, longe de dogmas e perto do divino, onde o amor pela natureza e por todas as coisas vivas seja a supremacia que regerá nossos passos nesta Terra abençoada.

Termino minha Inspiração com uma prece Druídica Universal:

"Conceda-nos, ó ancestrais, a tua proteção
E pela tua proteção a força
E pela força a sabedoria
E pela sabedoria a compreensão
E pela compreensão o entendimento da justiça
E pelo entendimento da justiça o amor a ela
E pelo amor pela justiça
O amor a todas as coisas vivas
E por este amor
O amor pelo espírito de toda a criação."

Que bons ventos os levem e bons ventos os tragam no caminho da bem aventurança e amor!

Awen a todos /l\

Por Ëldrich Hazel Ybyrapytã
Caminhante que busca o despertar da consciência através da meditação e da compaixão.

Ëldrich, filho da Avelãzeira:
"Somos todos folhas da mesma Árvore"
E-mail:
eldrich@templodeavalon.com

Para ler os artigos de Ëldrich Hazel Ybyrapytã, clique aqui.
Direitos Autorais
A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Solicitações para reprodução devem ser feitas por e-mail. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Obrigado!

Comentários:

Fáilte... Cadastre-se para comentar | Login

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Go raibh maith agat... Obrigado!