Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.
Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

Saudações a todos!

A jornada se inicia na busca interior dos segredos adormecidos dentro de nós. A mente é o começo, as atitudes o resultado final e a percepção, que vai além da lenda e do mito, elementos essenciais para fluir entre os mundos, pois a natureza é pura energia e informação.

Nosso propósito é resgatar a espiritualidade dos druidas nos dias atuais, através do estudo da História, Mitologia, Antropologia e Arqueologia, sob uma ótica Reconstrucionista, principalmente, anterior a cristianização, relacionados ao Druidismo e a Cultura Celta.

Por isso, estamos cientes que durante a busca destes ideais, temos o direito de mudar e alterar os textos do site para que eles estejam condizentes, o máximo possível, ao contexto histórico e a singularidade do nosso caminho, tomando como base de estudo os mitos irlandeses e galeses.

O nosso Druidismo emerge das sombras à luz da inspiração!

Avalon é conhecida como a ilha das maçãs, o Outro Mundo, a ilha feérica que conecta o mundo profano ao mundo divino. Uma analogia aos arquétipos arthurianos que facilitam o nosso caminhar rumo aos Deuses, juntamente com o ciclo da natureza que percorre as estações do ano, concluindo assim, a eterna trajetória de vida, morte e renascimento.

Apesar das controvérsias entre fato e ficção, rudes guerreiros dos contos célticos são transformados em nobres cavaleiros e as heróicas buscas de testemunhos druídicos tornam-se aliados a força do mito e da lenda, ajudando-nos a divulgar o Druidismo com seriedade e bom-senso.

Miticamente, a colina do Tor, em Glastonbury, representa a entrada do Submundo - Annwn, Caer Siddi, Ynys Afallach ou Avalon, a Terra do Eterno Verão. A misteriosa ilha, a Tir na nÓg dos irlandeses, cantada em verso e prosa por bardos e trovadores medievais, inspirados nos antigos povos celtas.

Sendo assim, que o poder dos bosques da ilha sagrada renove as energias e reavive a esperança, outrora perdida em nossos corações. Mas não como um lenda morta, mas como um ideal vivo e realizável. Pois a magia está na sabedoria de intuir o melhor caminho de volta para a casa. 

Peço então, que as brumas dêem passagem ao conhecimento e ao saber dos reinos antigos... Este espaço é dedicado a todos aqueles que buscam viver de maneira plena e em harmonia aos princípios da natureza, a força ancestral e a proteção dos Deuses. Abençoados pelo Céu, Terra e Mar!

Bem-vindos, que os Deuses o abençõem!

Fàilte, beannacht na deithe ort!

Círculos de Pedra

Somente a essência transcende o tempo linear,
Rumo à sabedoria da verdadeira fonte espiritual
Adormecida nos grandes círculos de pedra
Vibração da alma espiral
Clama a chama dos antigos ancestrais
Percorrendo as águas claras além-mar,
Aporta nesse momento presente
Para mais uma vez despertar,
Heróis outrora perdidos na memória
Daqueles que ousaram calar
Mas que por muitos se fizeram lembrar
Nobres sentimentos venham agora revelar,
Os segredos do visco consagrado
Abençoados pelo céu, a terra e o mar...
Resgatando o eterno ciclo sagrado
Onde a vida sempre sobrepõe à morte.

Rowena Arnehoy Seneween ®

Extraído do livro Brumas do Tempo
Todos os direitos reservados.

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime. Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon, entre outras proteções de propriedade intelectual, aos seus respectivos autores. Solicitações para reprodução devem ser feitas por e-mail .

Veja Também


Bibliografia
Loja Virtual
Navegação
Novidades
Privacidade

E tem muito mais... Acesse o Menu lateral à esquerda ou navegue pelo Mapa do site!

Indique esta página a um amigo! Preparar para Impressão 

Artigos do Site
Para o proveito daqueles que não estão familiarizados com o que fazemos na ordem ADF - Ár nDraíocht Féin, permitam-me explicar rapidamente nossa cosmologia e o que esperamos alcançar em nosso ritual.
O Ogham é um alfabeto oracular, de origem celta, encontrado na Irlanda e Grã-Bretanha. O nome das letras ogâmicas é "fid" (singular) e "feda" (plural) em irlandês antigo. No irlandês moderno são: "fiodh" e "feadha" - que são palavras traduzidas como "madeira" e "bosque".
A meditação é fundamental ao autoconhecimento, no aprofundamento do caminho druídico e no contato com o divino, para alcançarmos o equilíbrio físico, mental e espiritual.

Go raibh maith agat... Obrigado!