Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.
Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)

13. Junco (nGétal/Reed = nG)

Publicado por Rowena em 24/10/2012 (3209 leituras)

O Junco aconselha uma ação imediata e ir direto ao ponto em relação ao assunto consultado. Assemelha-se à força do Bambu. Simboliza: ordem, limpeza e harmonia.

nG, nGétal

>-///-<

O Junco - A Árvore dos Escribas

Como se diz: niétal (nGétal), kétal (cétal)
Tradução: matança, corte, lesão (nGétal), canto, encantamento cantado ou falado (cétal)
Nome científico: Cytisus striatus (Giesta) ou Juncus effusus (Junco)
Irlandês antigo: gilcach
Galês: eithin, “junco”, gwanu, “perfurar, apunhalar”
Inglês: reed
Classe: arbusto
Significados básicos: propósito, direção, cura



Bríatharogaim:

Bríatharogam Maic ind Óc
nGétal: étiud midach, “roupagem de médicos”

Bríatharogam Con Culainn
nGétal: tosach n-échto, “início da matança”

Bríatharogam Morainn mac Moín
nGétal: lúth lego, “sustento de um médico”

Comentários:

nGédal está associada a duas plantas, a giesta (ou vassoureira, broom em inglês) e o junco (ou caniço, reed em inglês), que são conhecidas por suas hastes compridas e flexíveis. Ambas são usadas para tarefas domésticas e humildes: os juncos podem ser entrelaçados em cercados, cestos e móveis, enquanto a vassoureira, como esclarece o próprio nome, é usada para varrer.

O bríatharogam associa nGédal fortemente ao tratamento de doenças. É sobretudo o símbolo do triunfo da ordem sobre a confusão. nGédal é a vassoura que varre para longe a sujeira e a desordem, os cestos e potes que garantem que tudo tenha um lugar, o cercado que marca os limites com clareza, o remédio que restaura o funcionamento apropriado do corpo.

A meticulosidade pode ser vista como uma virtude pouco romântica, mas o bríatharogam de Cúchulainn insiste que nGédal é o começo dos feitos heróicos (a matança ou batalha). Quando refletimos sobre o poder da desordem e do caos no mundo, vemos que afastar ou conter essas forças pode ser considerado uma ação heróica.

nGédal fala de reparação aos danos, recuperação da saúde, colocar em ordem a casa, os negócios, toda a vida. Escolha-a como seu escudo quando estiver empenhado em qualquer trabalho de cura, restauração ou recuperação.

Sagragnos: a Cura. nGédal é a giesta, saúde e cura. É banhar-se nas águas da vida, lavar o pó e a sujeira, limpar as feridas. É purificar o templo, pôr em ordem o quarto, arrumar a casa, física, mental, emocional e espiritualmente. É deixar-se afundar na relaxante água quente e esfregar-se vigorosamente. É a contemplação calma, a diligente tentativa de aprender coisas novas, o decidido esforço para compreendermos verdadeiramente tudo que foi aprendido. Colocar em ordem, arrumar, significam que podemos descobrir uma nova organização de nossas refeições, de nossos exercícios, de nossos períodos e padrões de trabalho e descanso, da mobília em nossas casas e dos conteúdos que preenchem nossas mentes e corações, com algum material mais velho e, talvez, menos saudável sendo descartado. Um aspecto deste caractere é a presteza para avaliar quais de nossas posses anteriormente valiosas (incluindo-se idéias e crenças) permanecem benéficas e sãs no presente e para o futuro.

Coslogenos: investigação, viagem, férias, aventuras, cura (desbloqueio de energias estagnadas). Invertida: acumulação de forças ou recursos, movimentação de bens ou pessoas.

Coirí Filidechta - Os Caldeirões da Poesia:

Coire Goiriath (Caldeirão do Aquecimento), físico: você é capaz de encontrar ordem onde os outros encontram e criam apenas o caos. Ponha a trabalhar essa valiosa habilidade.

Coire Érmai (Caldeirão do Movimento), emocional/mental: seus resultados são tão seguros quanto as intenções com que você começou. Mantenha em vista seu objetivo. Não seja distraído.

Coire Sois (Caldeirão da Sabedoria), espiritual: sua jornada começou, encontros inesperados e transtornos devem ser aguardados. As habilidades com que você sobrepuja esses problemas são tão valiosas quanto a própria viagem.

Por Bellovesos /|\

Bellouesus Isarnos
Assim, considera-te recepcionado, com meus votos de encontrares aqui algo que desperte teu interesse ou, na pior das hipóteses, não te entedie.

Bellodunon:
www.bellodunon.wordpress.com
Nemeton Beleni:
www.nemetonbeleni.wordpress.com
Scribd:
http://pt.scribd.com/Bellovesos

Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo
0 Comentário(s)

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites, usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.


Navegue pelos artigos
Artigo prévio 12. Hera (Gort/Ivy = G) 14. Espinheiro-Negro (Straiph/Blackthorn = Z) Próximo artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Artigos do Site
Para o proveito daqueles que não estão familiarizados com o que fazemos na ordem ADF - Ár nDraíocht Féin, permitam-me explicar rapidamente nossa cosmologia e o que esperamos alcançar em nosso ritual.
O Ogham é um alfabeto oracular, de origem celta, encontrado na Irlanda e Grã-Bretanha. O nome das letras ogâmicas é "fid" (singular) e "feda" (plural) em irlandês antigo. No irlandês moderno são: "fiodh" e "feadha" - que são palavras traduzidas como "madeira" e "bosque".
A meditação é fundamental ao autoconhecimento, no aprofundamento do caminho druídico e no contato com o divino, para alcançarmos o equilíbrio físico, mental e espiritual.

Go raibh maith agat... Obrigado!