Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.
Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)

Sugestão para celebrar Beltane

Publicado por Rowena em 28/10/2010 (12624 leituras)

As tradicionais Fogueiras de Beltane e as oferendas nos Poços Sagrados são atividades típicas dessa época, auxiliando a cura, proteção, profecia e boa sorte. É a união sagrada entre o Céu e a Terra, onde os mundos novamente se encontram.

Para celebrarmos Beltane, sugerimos um ritual que poderá ser feito individualmente ou em grupo. Uma sugestão baseada no Druidismo com ênfase no Reconstrucionismo Celta.

Prepare o local onde será realizado o ritual. A música com inspiração celta, é muito bem-vinda. Coloque tudo que irá precisar por perto: três caldeirões, incensos, água, fósforos, álcool, papéis, lápis, oferendas, pétalas de rosas brancas e vermelhas, um vaso com flores vermelhas, um galho de alecrim, nove galhos secos de diferentes árvores (para queima) e três velas brancas.

Coloque dois castiçais com as velas brancas, na entrada do seu Bosque Sagrado direcionado para o Oeste, simbolizando a passagem do Outro Mundo e que serão acesas no final do ritual para representar as duas fogueiras de Beltane. Adorne todo o local com pétalas de rosas brancas e vermelhas.

No centro do Bosque Sagrado coloque os três caldeirões. No caldeirão da esquerda coloque a água e o galho de alecrim (Reino do Mar), a vela branca no caldeirão do centro (Reino do Céu) e as nove madeiras sagradas no caldeirão da direita (Reino da Terra). Defume o local e os participantes no sentido horário.

Em seguida, no centro do Bosque Sagrado, cruze os céus, dizendo:

"De Norte a Sul, de Leste a Oeste... Iniciamos nossa jornada, abençoados pelo Céu, a Terra e o Mar. O Céu que se estende acima de nós, o Mar que nos rodeia e a Terra que se estende sobre nossos pés. Estamos aqui reunidos para homenagearmos os Deuses, os antepassados e os espíritos da natureza, através dos Fogos de Beltane. Que haja paz entre os mundos!"

Comece o ritual honrando a Mãe Terra e em seguida faça uma oferenda, que poderá ser um alimento, fruta, bebida, flores ou uma poesia. Coloque suas mãos no chão e diga:

Mãe Terra

"Percebo o seu toque no vento
Provo o seu néctar no ar
Vejo seu fôlego na ondulação do mar
Sinto seu perfume nas árvores e no solo
Ouça a sua voz na pedra e na rocha
Acendo o fogo sagrado na vela e na tocha
Para as forças da natureza honrar
E as bênçãos da Mãe Terra celebrar!"

Aceitai agora a nossa gratidão!

Coloque a oferenda na frente do caldeirão da terra. Sugestão: maçã.

Unindo-se ao Bosque Sagrado

"Que a Voz do Fogo da Sabedoria,
Guie-nos no caminho da Verdade
Que a Voz do Poço da Inspiração
Guie-nos no caminho da Renovação
Que a Voz do Bosque Sagrado
Guie-nos nesse caminho abençoado."

Declaração do Propósito

"Assim como os antigos fizeram antes de nós, vamos agora fazer e assim os nossos descendentes também o farão. Reunimo-nos no Bosque Sagrado para celebrar o Festival de Beltane e dar boas-vindas ao verão, que se aproxima. A água como o fogo, regenera e revitaliza a nossa existência, aumentando o poder da vida e da criação, dando-nos prosperidade e abundância, curando o passado e abençoando-nos com o presente. Este ritual é dedicado aos Deuses: Bilé, Dana e Manannán Mac Lir."

Estabelecendo contato com o caldeirão do centro (o Céu)

"Acendo o fogo sagrado na sabedoria, no amor e no poder.
Fogo sagrado, que queima dentro de nós, venha agora nos fortalecer."

Acenda a vela branca dentro do caldeirão e diga:

"Salve os Fogos de Bilé, que uma nova chama se acenda dentro de nós para que o poder da vida possamos sustentar, neste novo ciclo que agora se inicia."

Estabelecendo contato com o caldeirão da esquerda (o Mar)

"Nas profundidades fluem as águas sagradas da cura do verão.
As águas sagradas que fluem dentro de nós e promovem a renovação."

Pegue o galho de alecrim, dentro do caldeirão, aspergindo a água nas pessoas presentes no ritual e diga:

"Salve Senhora da Fonte Sagrada, que as bênçãos da cura possam estar entre nós e dentro de nós."

Estabelecendo contato com o caldeirão da direita (a Terra)

"Das profundezas às alturas, mede a árvore do mundo com sabedoria.
Árvore sagrada que cresce dentro de nós e nos abençoa com amor e alegria."

Pausa para meditação, levando-se em consideração quais os objetivos a serem alcançados no ritual. Em seguida, queime os galhos sagrados dentro do caldeirão, escreva seu nome e de todos os participantes, coloque tudo para queimar e assim conectar-se às novas energias.

"Conectando-nos ao submundo no saber dos Antigos e no mundo superior ao poder dos Deuses, pedimos uma orientação para seguirmos adiante em nossa caminhada."

Feito isso, é hora de receber uma mensagem dos oráculos. Sugestão: runas ou ogham.

Abrindo os portais entre os mundos

"Manannán Mac Lir, Senhor do Portal, você que vai além das fronteiras do Bosque Sagrado, guiai-nos através das brumas até o limiar entre os mundos. Honramos o povo nobre do Outro Mundo, seres brilhantes do Sídhe (Shee) e oferecemos nossa sincera reverência, pedindo sua proteção nos caminhos ocultos. Para a paz e a harmonia dos mundos, aceitai a nossa gratidão!"

Faça uma oferenda ao povo nobre do Sídhe. Sugestão: vaso de flores vermelhas.

Obs: a oferenda ao "povo nobre" também pode ser um Bannock, um pãozinho ou bolinho feito de aveia, farinha e leite. Este é um antigo costume que remonta aos nossos ancestrais celtas. Historicamente, os bannocks foram usados nos ritos para marcar as mudanças de estações.

Honrando as Três Famílias

"Neste altar sagrado, pelas bênçãos dos Deuses, dos antepassados e dos espíritos da natureza, celebramos os Fogos de Beltane, dando início à parte clara no ano com a proximidade do verão. Venham conosco celebrar a vida com alegria e muito amor, sejam todos bem-vindos... Fáilte!"

Faça uma oferenda às Três Famílias. Sugestão: vinho tinto.

As Bênçãos dos Fogos

"Encontramos-nos cheios do poder dos Deuses e agora vamos trabalhar a magia dos Fogos de Beltane, para trazer-nos sorte no próximo verão. Que os fogos purifiquem nossos corpos, mentes e espíritos, auxiliando-nos a cultivar a paixão e a mantermos sempre uma atitude positiva perante a vida."

Acenda as duas velas dos castiçais, que foram colocados na entrada do Bosque Sagrado, com o fogo da vela principal que está no caldeirão do meio (Reino do Céu). E diga:

"Na presença dos poderosos, que os fogos da magia,
Aumentem à medida que o calor do sol do verão aumentar
Dando-nos força, luz e sabedoria!
Antes de deixarmos o Bosque Sagrado, passaremos entre os dois fogos da purificação.
E que eles possam queimar em nós os detritos acumulados no inverno,
Renovando-nos a alma e o coração!"

Feito isso, cada participante passará por entre os fogos, permanecendo em pé por alguns minutos entre as chamas, visualizando que elas crescem até o alto de sua cabeça, promovendo a purificação.

Em seguida, retorne ao seu lugar para finalizarmos o ritual.

Agradecendo e fechando as portas - término do rito

Assim como iniciamos, terminaremos esse rito... É tempo de partir e retornar ao Outro Mundo. Agradecemos às bênçãos do fogo, às três famílias - aos Deuses, aos antepassados e aos espíritos da natureza - que junto ao Sídhe protegeram-nos em nossa jornada, assim como à Mãe Terra que nos apoiou. Pelos reinos do Céu, da Terra e do Mar, os portais do Outro Mundo agora serão fechados... Slán!

(Ritual baseado nos princípios da Ordem Druídica ADF - Árn Draíocht Féin - A Druid)

Extraído do livro Brumas do Tempo - Todos os direitos reservados.

Celebrações: Festival de Beltane

Rowena Arnehoy Seneween ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com
E-mail:
rowena@templodeavalon.com

Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo
0 Comentário(s)

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites, usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.


Navegue pelos artigos
Artigo prévio Sugestão para celebrar o Equinócio da Primavera Sugestão para celebrar o Solstício de Verão Próximo artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Artigos do Site
Para o proveito daqueles que não estão familiarizados com o que fazemos na ordem ADF - Ár nDraíocht Féin, permitam-me explicar rapidamente nossa cosmologia e o que esperamos alcançar em nosso ritual.
O Ogham é um alfabeto oracular, de origem celta, encontrado na Irlanda e Grã-Bretanha. O nome das letras ogâmicas é "fid" (singular) e "feda" (plural) em irlandês antigo. No irlandês moderno são: "fiodh" e "feadha" - que são palavras traduzidas como "madeira" e "bosque".
A meditação é fundamental ao autoconhecimento, no aprofundamento do caminho druídico e no contato com o divino, para alcançarmos o equilíbrio físico, mental e espiritual.

Go raibh maith agat... Obrigado!