Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.

Informações: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)

Publicado por Rowena em 03/1/2009 (77282 leituras)

Símbolos mágicos de origem nórdica, as runas e os talismãs ou amuletos rúnicos eram usados por esses antigos povos, para atrair virtudes, boa sorte, cura e proteção. Eram riscados em materiais como couro, osso, sementes, metais ou madeira.

"A partir do final da Idade Média, surgiram diversos símbolos adaptados ou relacionados com as runas e vinculados diretamente com processos mágicos. Apesar dos escandinavos, durante a Era Viking, utilizarem runas simples e combinadas para rituais religiosos e mágicos, não há evidências de que os símbolos mágicos fossem conhecidos antes do século XI, apenas usadas como sigilo." - Prof°. Dr. Johnni Langer.

Podemos dizer que os símbolos possuem uma força ancestral muito grande, basta acreditarmos, pois somos nós os responsáveis pela magia acontecer. Eis algumas ligaduras entre as runas (kvistrúnir):



Figura 1

A cruz ou roda solar simboliza a proteção e Algiz poder representar os três níveis da manifestação universal: corpo, mente e espírito; o passado, o presente e o futuro. A intenção desse amuleto é afastar todos os tipos de energias negativas, proteger contra assaltos, defender o usuário de ataques psíquicos, como a ira, a maledicência e a inveja. (Figura 1)



Figura 2

O círculo simboliza a criação, o movimento, a unidade, o renascimento, a vida e o dinamismo psíquico. O semicírculo convexo, o receptivo. A função desse amuleto é ajudar quem o usa a realizar e potencializar seus desejos e objetivos. (Figura 2)



Figura 3

Esse amuleto promove a sintonia com os Deuses, ajudando-nos nas vitórias. (Figura 3)



Figura 4

A intenção desse amuleto é protegê-lo de energias nocivas enviadas por inimigos ocultos. (Figura 4)



Figura 5

Conta-se que os vikings colocavam esse amuleto debaixo do travesseiro para receber mensagens através dos sonhos. Símbolo composto por nove círculos que formam a figura do Sol, representando seu brilho e força; e da roda, que representa o movimento e a ação. (Figura 5)



Figura 6

Símbolo de Odin pendurado na árvore, Yggdrasil. Era usado para ajudar os projetos a prosperarem, como uma âncora rúnica representa o apoio, o amparo, a segurança e a esperança. (Figura 6)



Figura 7

Supostamente, os vikings usavam esse amuleto para curar enfermidades do corpo e do espírito. (Figura 7)



Figura 8

A finalidade desse amuleto é trazer equilíbrio e combater a depressão. (Figura 8)



Figura 9

Esse símbolo era usado para atrair prosperidade e propiciar bom desenvolvimento e abertura nos negócios, em todos os sentidos. (Figura 9)



Figura 10

Esse amuleto promove a mudança e a concentração. (Figura 10)

Confeccione os seus amuletos rúnicos, consagre-os e utilize conforme a necessidade ou intenção. Atualmente, os símbolos podem ser gravados em argila, madeira ou metal. Se preferir, faça num papel branco, mas depois de um tempo há necessidade de renová-lo. Você também poderá fazer o seu próprio Bindrune ou uma ligadura com mais Runas, se assim o desejar.

Leia sobre: As Runas Sagradas, clicando aqui. Bênçãos plenas!

Fonte para pesquisa: Religião e Magia entre os Vikings - Prof. Dr. Johnni Langer.

Rowena Arnehoy Seneween ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com
E-mail:
rowena@templodeavalon.com

Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo
6 Comentário(s)

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites, usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.


Navegue pelos artigos
Artigo prévio
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.


Go raibh maith agat... Obrigado!