Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.

Informações: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons


O Poder dos Elementos em nossa Vida

Enviado em 25/11/2011 (2459 leituras)

Com o fogo a transformação se fez presente... Dancei com as salamandras.

Água, minhas emoções em volta de mim, descia como ondas em meu corpo... Mãos em formas de conchas.

Ventos em meus cabelos, em meu rosto que sentia todo o calor dessa dança sagrada, momento de transformação, renascimento e confiança, o fogo se fez presente. Ele comandava todos os meus anseios, desabafos, cura interior e procurava a minha paz, aquela que precisava equilibrar.

Cânticos para suportar todo o calor presente em espirais dançantes... Voltei, naquela hora, para o útero da Mãe, um lugar em que sentimos o aconchego, o conforto, o amor.

Então, a minha passagem pelo fogo se fez necessária e pulsava em mim...

Água para refrescar e purificar todos os sentimentos... E nesse momento nasci mais uma vez.

A minha passagem entre o fogo e a água, mudanças que renovaram todos os meus sentimentos, pensamentos e corpo. Sentia-me plena e pronta para a próxima passagem.

Então, Água e Ar se apresentaram e me fizeram ter a coragem de superar os meus medos internos, o respirar entre as lágrimas do desespero.

O vento que soprava forte e intenso me dizia para confiar e entregar às minhas inspirações mais profundas.

O vento me levava cada vez mais perto da água e junto as minhas emoções, até aquelas que estavam ocultas dentro do meu Ser, aquelas que eu não esperava encontrar mais...

A água me mostrou o amor e a intensidade que vive em cada Ser e mesmo no desespero do momento, desapegamos até mesmo da nossa própria existência.

Com toda a liberdade que ali estava, precisei me conectar com o conhecimento das minhas virtudes.

Morte e Renascimento dentro de mim, passagens rápidas e intensas.

Naquele instante uma troca foi ofertada, algo que estava comigo ficou em troca de mais um respirar, viver, amar, saudar, dançar e sentir.

Dancei descalça na terra e pude sentir cada pulsar dela, a força que ela nos passa, o calor, a intensidade, o movimento e a estabilidade.

Dançava alegremente com as ondinas, com os silfos e todas as vozes do ar em torno de mim... Nasci mais uma vez!

Terra - Estabilidade, solidez, prosperidade, sucesso, fertilidade, estruturação, força de vontade. Nos campos, nas florestas, nas montanhas, no nosso corpo... Sentimos a força da Mãe Terra. Nela reside a força que nos nutre e alimenta para a vida.

Ar - Conhecimento, inspiração, criatividade, harmonia, liberdade, habilidades psíquicas. Nos ventos, nas brisas, em nossa respiração... Sentimos o sopro da vida vindo do Universo. O ar é o fio condutor que nos une aos Deuses. Inspirar e expirar, onde a vida e a morte se encontram continuamente, ensinando-nos a lição mais importante no ato de viver que é compreender a própria morte, parte inseparável da vida.

Fogo - Energia, vigor, purificação, transformação, mudança, paixão, sexualidade, coragem. No Sol, nas fogueiras, nas brasas, em nosso coração... Sentimos a luz da vida, e a chama acesa dentro de nós, faz brilhar os nossos olhos revelando à força de nosso espírito.

Água - Emoção, sentimento, amor, inconsciente, felicidade, simpatia, intuição. Nos mares, rios, cachoeiras, nas nossas veias... Correm fluídos de vida e de força. A água é a senhora das emoções.

"A Natureza, a Terra, o Universo são nossos grandes iniciadores. É neles que devemos buscar auxílio para que possamos abrir nossos olhos e ver o que esteve diante de nós desde sempre." (Scott Cunningham).


Dançamos os quatro elementos:

Equilibrando o elemento Água – Dança em cachoeiras, praia, piscinas, cascatas, evocando o elemento água. Movimentos em ondulações, imitando o nadar das sereias.

Equilibrando o elemento Ar – Dança com véus, acendendo incensos, florais, evocando o elemento Ar, despertando a intuição. Respiração e mantras.

Equilibrando o elemento Fogo – Dança com castiçais, velas e tochas, dançar em volta da fogueira, evocando o elemento fogo. Sentindo o calor, luz, energia criativa, a inspiração.

Equilibrando o elemento Terra – Música com batuques, cestas com frutos, flores e saudando o elemento terra. Andar na terra e massagear os pés sentindo a energia e o equilíbrio.

Na visão celta dos Três Reinos, o ar e o fogo pertencem ao domínio do Céu... Bênçãos plenas!

Observação: Uma belíssima jornada xamânica vivida na tenda do suor durante o II Encontro de Druidismo e Reconstrucionismo Celta, em Cotia .

Por Alëssah Lunna
Poetisa, Vocalista e Dançarina (Dança do Ventre). Dançar é a minha mais profunda inspiração e a exteriorização do meu espírito.

Alëssah, Sacerdotisa da Terra
www.alessahceltic.blogspot.com

E-mail:
alessahceltic@gmail.com

Para ler os artigos de Alëssah Lunna, clique aqui.
Direitos Autorais
A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Solicitações para reprodução devem ser feitas por e-mail. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Obrigado!

Comentários:

Fáilte... Cadastre-se para comentar | Login

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Go raibh maith agat... Obrigado!