Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.
Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

Loja Virtual

Brumas do Tempo - Poesias, pensamentos e ritos druídicos
Rowena Arnehoy Seneween

Nas páginas deste livro compartilharemos nossas vivências pessoais, poesias e pensamentos, focados no Druidismo e na Cultura Celta que, através dos seus mitos e de suas lendas, nos conectam a forças tão antigas e ao mesmo tempo tão atuais, proporcionando-nos um viver mais pleno e harmonioso. O mundo antigo era totalmente animista. Acreditava-se que em todos os aspectos do mundo natural havia um espírito ou uma entidade divina, com o qual os seres humanos poderiam estabelecer um contato direto. A arqueologia e o registro literário indicam que as sociedades celtas indubitavelmente não faziam distinção entre o sagrado e o profano. Na prática dos seus rituais era comum fazer-se oferendas aos espíritos da natureza para manter o equilíbrio entre os Deuses, os homens e as forças sobrenaturais, beneficiando-se assim dessa poderosa energia.

Brumas do Tempo

Preço

Comprar

Livro impresso

R$ 33,45

Clube de Autores

Versão e-book

R$ 12,00



Avalon e os mitos

Avalon, conhecida como a ilha das maçãs, a ilha mítica que oculta o mundo divino do mundo profano. Uma analogia aos arquétipos dos mitos arthurianos que facilitam o nosso caminhar rumo aos Deuses... Um reino perfeito de amor e beleza!

Este local paradisíaco é o Outro Mundo celta, descrito como um lugar sublime, habitado por seres encantados, Deusas e Deuses, heróis e heroínas. Onde a música, a dança, a arte e todas as atividades prazerosas se reúnem. Para os irlandeses, o Outro Mundo é Tir na nÓg, a ilha da Eterna Juventude, narrado no conto irlandês de Oisín e Niamh. Para os galeses, o Outro Mundo é Annwn, Ynys Afallach ou Avalon, das lendas arthurianas. E, para os gauleses, o Outro Mundo é Avallon, a ilha das Maçãs, local das macieiras da sabedoria, responsáveis pela imortalidade, onde a doença e a morte não existem. Para nós, o Outro Mundo é Avalon, associada aos seres mortais e imortais ou seres feéricos , como as Tuatha Dé Danann , Arthur e seus companheiros, Morgana, Nimue e Merlin, o mago.

Mas, de onde surgiu a Ilha Sagrada de Avalon? Será este um lugar, um sonho ou um ideal?

Avalon é o caminho que nos religa à antiga sabedoria celta e aos caminhos druídicos, outrora tão presentes em nossas vidas. Que assim seja!

Rowena Arnehoy Seneween ®
Todos os direitos reservados.

Indique esta página a um amigo! Preparar para Impressão 

Artigos do Site
Para o proveito daqueles que não estão familiarizados com o que fazemos na ordem ADF - Ár nDraíocht Féin, permitam-me explicar rapidamente nossa cosmologia e o que esperamos alcançar em nosso ritual.
O Ogham é um alfabeto oracular, de origem celta, encontrado na Irlanda e Grã-Bretanha. O nome das letras ogâmicas é "fid" (singular) e "feda" (plural) em irlandês antigo. No irlandês moderno são: "fiodh" e "feadha" - que são palavras traduzidas como "madeira" e "bosque".
A meditação é fundamental ao autoconhecimento, no aprofundamento do caminho druídico e no contato com o divino, para alcançarmos o equilíbrio físico, mental e espiritual.

Go raibh maith agat... Obrigado!