Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.

Informações: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)

Publicado por Rowena em 02/3/2012 (3458 leituras)

A convicção na essência divina é algo inerente ao ser humano. "A principal característica das tradições pagãs é a ausência de proselitismo e a presença de uma mitologia viva na sua prática religiosa."

O Druidismo com ênfase no Reconstrucionismo Celta, por exemplo, é visto como uma religião Politeísta - que acredita em vários Deuses e Deusas; Panteísta - na crença que a natureza e todo o Universo, são divinos; e Animista - na crença de que os elementos do Cosmo (Sol, Lua, estrelas) e todos os elementos da natureza possuem um espírito ou uma existência divina.

A nossa fé está alicerçada no princípio que nos leva à comunhão ou união com uma força Criadora, Soberana e Multifacetada na forma de Deuses Celtas ou às divindades politeístas, anterior à cristianização, considerados como ancestrais primordiais, ou seja, uma religião natural e étnica que representa um povo ou cultura específica, embasada na natureza, que visa buscar conhecimento e sabedoria.

Tanto os Deuses, como as Deusas, possuem características próprias e distintas, sigilos e saberes, conforme seus atributos, descrito nos mitos e nas lendas de cada região onde eram cultuados.

Vale lembrar que os celtas não misturavam panteões de outras culturas e nem cultuavam Deuses de outras tribos, apesar das mesmas ligações com a época do ano, cada clã celebrava seus Deuses locais seguindo apenas as referências das tradições pertencentes à sua terra natal, com exceção de algumas divindades pan-célticas que, por suas várias semelhanças, também eram cultuadas.

Os contos celtas irlandeses e galeses, talvez por um acesso mais fácil aos inúmeros registros dos seus mitos, nos conectam naturalmente a essa força cósmica. Então, por mais explicações que possam haver, jamais poderemos explicar aquilo que é sensorial e até mesmo intuitivo, pois cada um deverá completar-se na sua própria fé e vivenciá-la.

Essa é a visão e a jornada pelo qual nos realizamos atualmente, redescobrindo os Deuses antigos, herança de uma ancestralidade espiritual e até mesmo familiar, que nos fez reconhecer a crença no Druidismo que praticamos, como um chamado da alma guerreira.

E quem sabe esse seja o seu caminho também?


"O amor é absoluto -­ elemento vital para a vida humana. Só o amor pode despertar a divindade dentro de você." Quando a alma desperta tudo se completa!



Rowena Arnehoy Seneween ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com
E-mail:
rowena@templodeavalon.com

Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo
0 Comentário(s)

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites, usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.


Navegue pelos artigos
Artigo prévio Próximo artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.


Go raibh maith agat... Obrigado!