Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.
Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)

25° Dia: Pisando Leve

Publicado por Rowena em 19/3/2012 (1749 leituras)

O que podemos dizer? Somos sonhadores por excelência, mas cuidado, pise leve em nossos sonhos!

Parafraseando as palavras de William Butler Yeats: "Como tenho somente os meus sonhos, estendê-lo-ei para que possas caminhar... Caminhe suavemente, pois caminhas sobre os meus sonhos."

Hoje, quero apenas relaxar e compartilhar este sublime momento de pura inspiração!



Artista: Damh, The Bard - OBOD
Música: The Hills They Are Hollow

Uma singela tradução:

Os montes são ocos

"Ao caminhar sobre esta terra verde, terra que eu amo
Vejo figuras esculpidas nas encostas acima de Cerne Abbas
Um homem orgulhoso - Long Man - abre as portas do seu mundo
E convida-nos a entrar dentro dele
As colinas são ocas, onde moram as Fadas
Que dançam no Solstício de Verão
Algumas pessoas não compreendem
Quando digo: Estas são as coisas que eu acredito!

Há um velho círculo de pedras que fica no pântano
Toda coberta de musgo que fala sobre os segredos da sabedoria antiga
Os Tors são guardiões, testemunhas de ritos dos Deuses da natureza,
Da sombra e da luz
As colinas são ocas, onde moram as Fadas
Que dançam no Solstício de Verão
Algumas pessoas não compreendem
Quando digo: Estas são as coisas que eu acredito!

Vamos cantar o mistério da terra sagrada
Veja as formas, são grãos feitos por mãos invisíveis
Os caminhos pagãos encontram-se ao nosso redor
Escrito na terra, nas rochas e nos montes sagrados
As colinas são ocas, onde moram as Fadas
Que dançam no Solstício de Verão
Algumas pessoas não compreendem
Quando digo: Estas são as coisas que eu acredito!"

Bênçãos do Céu, da Terra e do Mar!



Rowena Arnehoy Seneween ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com
E-mail:
rowena@templodeavalon.com

Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo
0 Comentário(s)

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites, usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.


Navegue pelos artigos
Artigo prévio 24° Dia: Trabalho 26° Dia: Distrações Próximo artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Artigos do Site
Para o proveito daqueles que não estão familiarizados com o que fazemos na ordem ADF - Ár nDraíocht Féin, permitam-me explicar rapidamente nossa cosmologia e o que esperamos alcançar em nosso ritual.
O Ogham é um alfabeto oracular, de origem celta, encontrado na Irlanda e Grã-Bretanha. O nome das letras ogâmicas é "fid" (singular) e "feda" (plural) em irlandês antigo. No irlandês moderno são: "fiodh" e "feadha" - que são palavras traduzidas como "madeira" e "bosque".
A meditação é fundamental ao autoconhecimento, no aprofundamento do caminho druídico e no contato com o divino, para alcançarmos o equilíbrio físico, mental e espiritual.

Go raibh maith agat... Obrigado!