Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

Versão revisada 2020 ®
Informações: clique aqui.

Loja Virtual - Anam Mór ®
E-BOOK DO LIVRO

ADF
Grupo Filiado

Agradecimentos
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons


Tribal Fusion - Origens e Tribos

Colunistas: Enviado em 26/07/2011 (3739 leituras)

"A dança é uma fusão de emoções, sentimentos reencontros com o nosso mais etéreo Ser... Liberdade, Sentir, Ouvir, Conectar e Dançar... Várias tribos em mim!"

Manifestações de movimentos harmoniosos, conexão com a música onde o seu corpo se funde à Deusa interior e suas fases, nos conectam ao sagrado que se mostra em variadas formas e gestos.

A alma transcende o feminino e as suas criações. Viagens ancestrais e reencontros íntimos, culturas vivenciadas. Deslizando sobre os movimentos da dança.

Batidas em nossos corpos como um mágico toque silencioso dos ventos, os ritmos inebriantes, transformou-se em raízes, antigas e modernas Deusas dançantes.

Dançar é sair do corpo e se sentir plena, confiante, absoluta, viva, conectada, transformada, ao se vivenciar a eterna Deusa. Expressões que vem da alma, a paz que nos permite vivenciar mais uma e única dança, vislumbrar os movimentos, toques, energias da bailarina natural.

É celebrar o templo que existe em nós, alcançando os mistérios. Nos mais primordiais tempos, a dança sempre esteve presente em culturas e tribos, através do espaço e do tempo.

É uma das formas mais sagradas de transmitir o que está em sua alma, é meditar em movimento e despertar o universo feminino. Fonte de energia emanando luz, a liberdade que nos aproxima de nossos ancestrais.

Fonte de inspiração enraizada, desenhar com o corpo, ao representar o nosso animal selvagem, misturar formas e resgatar a essência.

Origens

A palavra Tribal vem de tribo, comunidade. O "Tribal Fusion" se originou de alguns movimentos de variadas regiões como o Flamenco, a Dança Indiana, as danças folclóricas de diversas partes do Oriente e danças tribais da África Central, chegando até mesmo às longínquas tradições das populações islâmicas, como o Tajiquistão e Uzbequistão. E tem como base a tão conhecida Dança do Ventre.

Com base na Dança do Ventre, nos proporciona a liberdade de criação e desenvolvimento. Em tempos atuais o Tribal tem tido influências modernas bastante populares, como a Dança Contemporânea, as fusões com danças e músicas dos Balkans (ciganos do leste europeu) e temas que nos remetente ao Vaudeville (cabaré), com estética e músicas variadas.

O estilo Tribal Fusion surgiu na década dos anos 60 e 70, nos Estados Unidos, com a coreógrafa Jamila Salimpour que, após longa viagem pelo Oriente Médio e norte da África, criou um estilo onde uniu as danças folclóricas de países como Marrocos, Argélia, Líbia e Egito, criando um estilo único e inigualável.



Alguns aspectos coreográficos e estilos comuns nas criações são: movimentos ondulantes para enaltecer o poder feminino e as suas criações vibrantes. Da mesma forma, muitas das criações em grupo podem sugerir através de tribos de mulheres unidas pela arte, neopaganismo e inspiração mítica, permitindo também serem inspiradas por outros estilos.

Portanto, a dança tribal não se limita e está muito além das fronteiras, tem estilo próprio e liberdade criativa, além de todo mistério feminino, nos permite o retorno ao passado, o encontro com o presente e o futuro.

A dança tem forma intuitiva e misteriosa, uma fusão contemporânea entre o moderno e o ancestral; o traje exótico e a música são formas de expressar a divindade presente em cada uma delas. O inusitado contraste entre o arquétipo do coletivo comum, ao ritualístico e do poder feminino da criação.

Bênçãos Plenas!

Por Lunna Alëssah
Poetisa, Vocalista, Sacerdotisa da Terra e Dançarina do Ventre.

Citação:
"A Mulher é o Poder da Criação."
Alëssah, Sacerdotisa da Terra
www.alessahceltic.blogspot.com

Para ler os artigos de Alëssah Lunna, clique aqui.
Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites consultados na pesquisa dos artigos, clique aqui.

"O mundo está repleto de coisas mágicas,
 esperando pacientemente o crescimento
da nitidez dos nossos sentidos."
Poema de W. B. Yeats

Go raibh maith agat... Obrigada!
Rowena A. Senėwėen