Início Login     

Nome, Palavra e Poder

Enviado em 10/01/2012 (2701 leituras)

"Um nome mais que um nome, um destino."

Ouvi esse provrbio enquanto assistia um documentrio sobre a cultura e religio em Cuba. Achei mais que interessante. profundamente verdadeiro. Lembrei imediatamente do mito de Cu Chullain, Taliesin, Llew Llaw Giffes e tantos outros que tem em seus nomes o destino e caractersticas pessoais impressas. Mesmo que algumas pessoas no acreditem, um nome diz muito sobre ela, seja esse nome o civil como tambm o religioso, que pode no ser o mesmo, principalmente, nas tradies pags (como Druidismo, Wicca, Asatru...), e tambm na religio Hindu e na Hare Krishna.

O nome tanto diz sobre o seu portador, como tambm lhe d alguns dons. Cu Chullain, o Co de Cullan; Taliesin, da face brilhante; Llew Llaw Giffes, do brao longo ou do brao certeiro; Arianrhod, a Roda de Prata; Bran, o Corvo; Morrighan, a Grande Rainha... Deuses e Deusas celtas, cujos nomes nos falam de seus atributos e tambm de suas histrias, mitos.

Isso no diferente dos nomes prprios comuns que conhecemos, como Talita, Maria, Pedro, Iara e tantos outros. Nomes so palavras, e palavras tm significado, que agrega no s uma ideia, mas toda uma realidade. Ento, aquele antigo ditado que diz "a palavra tem poder", faz todo o sentido. Os judeus e cristos acreditam que Deus se fez em Verbo e o mundo foi criado. Os hindus creem que o universo surgiu da palavra primordial de Brahman, OM. Os irlandeses acreditam que o mundo nasceu de uma grande cano, a Oran Mor. A palavra que carrega som e inteno, cria realidades.

Um outro ditado nos diz para termos cuidado com o que pedimos, pois nosso desejo pode ser realizado. Tudo isso pra mim liga diretamente a palavra com pensamento, o pensamento com inteno, a inteno com criao. E isso poder. Isso magia. Um sbio entende a verdade contida nessa relao.

Essas coisas me fazem refletir sobre a qualidade das palavras que proferimos e que ouvimos ao longo de nossa vida. J parou pra pensar no que voc escuta? A msica, as notcias de jornais, a fala das pessoas que te rodeiam... Quanto lixo a gente escuta e, s vezes, sem perceber, isso nos causa um mal... emocional, mental, fsico e espiritual.

Em nossa sociedade, infelizmente, ainda prevalece uma cultura de violncia ao invs de uma cultura de paz. Por que nos jornais as notcias so na maioria sobre violncia e crime? Por que raramente vemos uma matria sobre bons projetos sociais, culturais? Por que quase no vemos notcias de heris e heronas? E quase sempre so os viles que ganham notoriedade?

Semelhante atrai semelhante. Acredito nessa mxima. Parece que quanto mais vemos notcias ruins, mais coisas ruins acontecem. Como se fosse uma cadeia de aes se reproduzindo. E se (ou) vssemos mais coisas boas, notcias boas, projetos e ideais sociais, pessoas que realmente fazem a diferena? Ser que isso estimularia que mais coisas boas acontecessem? Com certeza!

H alguns anos um grupo de cientistas desenvolveu a partir de uma experincia com macacos a "Teoria do Campo Mrfico", que diz que quando um nmero crtico de indivduos alcana determinada forma de pensar e agir, uma mudana acontece e uma nova era se inicia.

De uns anos para c temos ouvido e visto tanta besteira na televiso, nas ruas, rdios, escolas, que j nem sabemos o que importante e verdadeiro. So poucos os que honram uma promessa, honram sua palavra. Poucos falam e agem com verdade. As pessoas costumam valorizar mais o Ter do que o Ser.

Precisamos aprender e estimular os que esto a nossa volta a serem de fato verdadeiros, consigo mesmo e com o mundo. Precisamos entender que quando morrermos no levaremos nossas riquezas, carros, casas e dinheiro. Seremos lembrados pelo que dizemos, fizemos e fomos em vida. Precisamos estabelecer uma relao de respeito e harmonia com as outras pessoas, os outros animais e a natureza como um todo, pois ns somos parte dela. Concordo plenamente com L. Boff quando diz que estamos NA Terra, no sobre ela.

Nossas palavras devem ser encaradas como oraes, nossas vozes como ecos de nossa alma, que tocam outras pessoas, outras almas... O que dizemos no s ouvido por outras pessoas, levado pelo ar e pode ser ouvido pelos Deuses.

Pense um pouco agora. Que palavras costumam sair de sua boca? Que inteno acompanha essas palavras? Voc percebe como elas te afetam? E como afetam o que e quem est a sua volta?

Agora pense que tipo de palavras e coisas voc poderia dizer a partir de hoje? Palavras positivas, sbias e verdadeiras, que faam bem a voc e aos que te escutam. Palavras desencadeiam pensamentos, que resultam em aes. Pelo menos assim que geralmente acontece. E assim que acredito.

Quatro elementos da sabedoria: pacincia, docilidade, sobriedade e polidez no falar. Pois toda pessoa paciente inteligente, toda pessoa dcil sbia, toda pessoa sbria generosa e toda pessoa que fala com polidez tratvel. - Trade irlandesa.

Por Mayra n Brighid
Sonhadora, amante de msica, poesia, cultura e mitologia Celta. Nascida em terras amaznicas, na cidade beira do rio (Belm), mas com a alma cuja raiz remonta as terras clticas, alm-mar.

Citao:
"Druidismo, cultura celta e espiritualidade feminina."
O EnCanto do Cisne
http://encantodocisne.blogspot.com

Para ler os artigos de Mayra n Brighid, clique aqui.
Direitos Autorais

A violao de direitos autorais crime: Lei Federal n 9.610, de 19.02.98. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus autores. Referncias bibliogrficas e endereos de sites consultados na pesquisa, clique aqui.

"Três velas que iluminam a escuridão:
Verdade, Natureza e Conhecimento." Tríade irlandesa.

Go raibh maith agat... Obrigada!
Rowena A. Senėwėen