Início Login     

A Dança do Ventre

Enviado em 05/09/2008 (6473 leituras)

A dana do ventre proveniente de um ritual sagrado anterior mais antiga das civilizaes, a dos sumrios. Era danada em honra Grande Me. Era uma dana de fertilidade (em todos os sentidos) e de agradecimento. Essa antiga dana foi se perpetuando e fazendo parte da vida das sumrias, acdias, babilnias, egpcias e asiticas, sempre como uma expresso sagrada da identificao da mulher com a face das Deusas. Desta forma as moas conquistavam foras para sobreviver as rudes condies da poca, alm de ficarem mais prximas das origens do Universo.

No Egito a dana sagrada foi tambm praticada pelas sacerdotisas da Deusa sis, reverenciando o feminino. Desta dana se originou uma dana que podia ser realizada fora dos templos. Ela conservava a forma e os movimentos da dana sagrada e era realizada nos sales e nas ruas. Foi esse tipo de dana mais popular que se espalhou com o nome de dana do ventre egpcia. Foi uma dana tambm assimilada pelo festivo povo rabe e hoje em dia tem algumas influncias ocidentais.

A difuso desta bela dana por todo o mundo no por acaso. A Dana do Ventre desenvolve a fora do feminino uma fora negligenciada e menosprezada atualmente, at mesmo desconhecida por muitas mulheres uma fora altamente poderosa. Esta fora desenvolve na mulher auto-estima, autoconfiana, segurana e unidade. A mulher se autodescobre e se valoriza, alm disso, ela entra em contato com o seu Feminino Sagrado, que lhe d o sentido de irmandade, de totalidade. A Dana do Ventre, assim como toda arte, tambm uma terapia e proporciona alegria e prazer ao ser praticada.

A medicina chinesa assim como outras linhas de sade holstica conceituadas consideram o ventre como o centro de fora e de conscincia do indivduo. nele que se concentram as energias bsicas que trazem autoproteo contra as doenas e a velhice prematura. O rejuvenescimento e a longevidade dependem da circulao apropriada da energia do ventre para o resto do corpo. Esta energia no pode ficar estagnada, nem contida, da a importncia de mtodos que a estimulem, que a deixem fluir; a dana do ventre um deles.

O ventre o nosso centro de gravidade. Ele a parte de nosso corpo que recebe a maior fora de atrao do nosso planeta. Esse fato faz-nos concluir que todo o nosso corpo precisa estar alinhado com nosso centro (o ventre) para que haja uma harmonia e equilbrio em todas as formas de movimento, a comear pelo "simples caminhar".

O ventre da mulher tem importncia especial porque nele se encontram o tero e os ovrios, nele gerada uma vida, atravs dele que se processa a menstruao e ele que "guarda" o sangue da mulher sbia, aquela que j parou de menstruar.

Por Anna de Leo
Escritora, druidista, danarina, professora de dana e tcnicas corporais.

Citao:
"A inspirao como um sussurro em nossos ouvidos."
Anna de Leo
www.annaleao.com.br

Para ler os artigos de Anna de Leo, clique aqui.
Direitos Autorais

A violao de direitos autorais crime: Lei Federal n 9.610, de 19.02.98. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus autores. Referncias bibliogrficas e endereos de sites consultados na pesquisa, clique aqui.

"Três velas que iluminam a escuridão:
Verdade, Natureza e Conhecimento." Tríade irlandesa.

Go raibh maith agat... Obrigada!
Rowena A. Senėwėen