Início Login     

Sistema de crenças e padrões

Enviado em 06/01/2011 (3798 leituras)

Vivemos num mundo permeado de crenas judaico-crists que cultuam a culpa e o sofrimento. como se ningum tivesse o direito de ser feliz. Pois eu digo, no temos s o direito como temos o dever de sermos felizes.

muito fcil dominar as massas incutindo sentimentos de culpa e fazendo apologia ao sofrimento como fizeram (e ainda fazem) as religies patriarcais, principalmente quando eram aliadas aos governos. s voltarmos na histria e nos lembrarmos de pocas em que a religio tinha uma fora poltica enorme, e mandava e desmandava.

No meu caminho espiritual onde a Deusa criadora, provedora e nutridora de tudo, onde a Natureza e o planeta so de grande importncia e valorizados, a prosperidade e a felicidade so vistas como algo natural para cada Ser, pois vemos a vida como uma bno, e no como um fardo. Vemos o fato de estarmos 'encarnados' como uma ddiva e temos que honrar esta ddiva simplesmente sendo felizes e agradecendo esta felicidade.

Mas voc no precisa seguir o mesmo caminho espiritual que o meu para perceber que merecedor da felicidade e se livrar do peso da culpa e do sofrimento impostos.

At mesmo eu sofro com estas crenas arraigadas, pois elas esto enraizadas no inconsciente coletivo, na cultura e na sociedade. Ento s um trabalho individual e constante, alm de atento, pode mudar este padro interno to condicionado por tais crenas. At porque o tempo todo as estamos ouvindo. Ou j a ouvimos o bastante quando crianas, poca em que nossa personalidade est sendo formada.

Vou contar uma histria para exemplificar bem o que estou dizendo. H uma moa que vende roupas na rua ao lado de minha casa. Por uma poca ela sumiu. Alguns meses depois l estava ela novamente com sua barraquinha. Perguntei a ela o que havia acontecido e ela me disse que havia participado de uma feira permanente num timo lugar e que j estava ficando famosa por suas roupas e que nunca havia vendido tanto, inclusive para artistas conhecidos.

Perguntei moa porque ela havia voltado e ela respondeu que o responsvel pelo lugar quis renovar o contrato com ela, mas que ela achou que no devia. Perguntei porque ela achou isto, j que no havia nada de ruim no contrato, muito pelo contrrio, e ela simplesmente no soube responder.

Depois, a vendedora se mostrou arrependida por no ter aceito a proposta, dizendo que alm de tudo perdera suas clientes da rua, j que havia sumido por um bom tempo. Comeou ento a culpar os outros, dizendo a clssica frase que todos preferem dizer em vez de reconhecer suas prprias auto-sabotagens, foi muito olho-gordo que colocaram em mim.

Eu no pude ouvir aquela frase sem dizer nada e tentei em vo explicar moa que talvez ela que no se achasse merecedora de ter sucesso e mais dinheiro e que desacostumada com isto ela se viu voltando para o antigo padro. Ela no entendeu, e por mais que eu explicasse o que eu achava, parecia que eu estava falando coisa de outro mundo. E foi triste perceber que o auto-conhecimento infelizmente para poucos e que parece muito mais fcil culpar os outros por nossos infortnios. Claro, porque sempre tem que haver um culpado nesta sociedade que cultua a culpa.

Bom, h algum tempo quando fazia um curso dentro da espiritualidade feminina recebi um material que falava exatamente dos nossos medos ou desejos ocultos (e os dois na maioria das vezes esto ligados) de autopunio. Esta autopunio tem a ver exatamente com a questo da culpa e das crenas negativas enraizadas.

Havia uma lista de frases que so ditas por todos e que ouvimos muito quando crianas. Trabalhamos muito estas frases e coloco algumas delas aqui, com seus significados ocultos entre parnteses, isto mostrando o que a frase realmente quer dizer, o que se absorve dela e se padroniza para a nossa vida.

Voc ir reconhecer muitas destas frases e perceber como so perigosas e destruidoras. Voc ir perceber como no bom ficar repetindo-as, isto , mantrando-as, nem para voc, nem para o outro. Pois muitas destas frases foram ditas para ns milhares de vezes (principalmente na infncia, portanto cuidado com o que voc diz para seu filho/filha), e ns, querendo ou no, a compramos.

Muito problema relacionada a auto-estima pode vir destas frases repetidamente ouvidas na infncia. No esquea, as palavras tm poder. Perceba o que voc diz, filtre o que voc ouve. Seguem as malficas frases:

- A vida um sofrimento. ( impossvel ter prazer)

- A vida uma luta. (Para conseguir algo tem que ser com muito esforo)

- As mulheres sempre se danam. (Nascer mulher um castigo)

- Cuidado que Deus castiga. (Vivo esperando ser castigado)

- Voc nunca faz nada direito. (Sou incompetente)

- Deixe que eu fao, voc no sabe. (Os outros so melhores do que eu)

- Est lindo, mas foi voc mesmo quem fez? (No sou capaz)

- Macho no chora. (Tenho que ser duro e no sentir)

- No existe prazer sem dor. (No quero o prazer para no viver a dor / vive o prazer atravs da dor)

- No se pode ter tudo. (Tenho que me conformar com o pouco que tenho / no mero a felicidade completa)

- Ningum vai querer se casar com voc. (Estou condenado a viver s)

- No se arrisque. (No ouse na vida)

- Quem tudo quer tudo perde. (No posso desejar mais)

- Rico no entra no 'Cu'. (Tenho que ser pobre)

- Voc igual ao seu pai/sua me. (Tenho que repetir a histria deles)

- Voc s me causa sofrimento. (Sou m)

Para nos curarmos destas programaes podemos trocar estas frases pelas seguintes, porm imprescindvel acreditar no que se diz. Porm, conforme repetimos a frase, ela vai entrando e fazendo parte de nossa nova crena sobre ns mesmos e sobre o Universo:

- EU SOU LIVRE.

- EU AMO E ACEITO A VIDA.

- EU TENHO VALOR.

- O UNIVERSO CONSPIRA AO MEU FAVOR.

- EU SOU AMADO.

- O FUTURO CHEIO DE ALEGRIAS.

- EU SOU MERECEDORA DE TUDO DE BOM.

- EU MEREO A FELICIDADE COMPLETA.

- EU SOU SEGURO E AUTOCONFIANTE.

- A ABUNDNCIA DO UNIVERSO FLUI PARA MIM.

- EU SOU A CRIADORA DA MINHA VIDA.

- A VIDA UMA DDIVA DE AMOR, PRAZER E FELICIDADE.

- EU QUERO, EU POSSO, EU MEREO, EU CONSIGO!

BOA SORTE!!!

Por Anna de Leo
Escritora, druidista, danarina, professora de dana e tcnicas corporais.

Citao:
"A inspirao como um sussurro em nossos ouvidos."
Anna de Leo
www.annaleao.com.br

Para ler os artigos de Anna de Leo, clique aqui.
Direitos Autorais

A violao de direitos autorais crime: Lei Federal n 9.610, de 19.02.98. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon : Caer Siddi e seus autores. Referncias bibliogrficas e endereos de sites consultados na pesquisa, clique aqui.

"Três velas que iluminam a escuridão:
Verdade, Natureza e Conhecimento." Tríade irlandesa.

Go raibh maith agat... Obrigada!
Rowena A. Senėwėen