Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.
Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)

Sugestão para celebrar o Solstício de Inverno

Publicado por Rowena em 18/6/2010 (11405 leituras)

Durante o Solstício de Inverno os poderes da noite e as energias da terra atingem seu ápice. As noites se tornam mais longas que o dia e o inverno, por fim, se estabelece. Sugerimos, a seguir, um ritual baseado no Druidismo sob uma ótica Reconstrucionista.

Prepare o local onde será realizado o ritual, defumando-o. Coloque tudo que irá precisar por perto: três caldeirões, incensos, água, fósforos, uma vela amarela, uma maçã, vinho branco ou hidromel, pinhas, galhos e folhas verdes.

No centro do seu bosque sagrado coloque os três caldeirões. No caldeirão da esquerda coloque a água (Reino do Mar), no caldeirão do centro a vela amarela (Reino do Céu) e no caldeirão da direita coloque os galhos e as folhas verdes (Reino da Terra). Adorne todo o local com pinhas e elementos que lembrem o inverno e a soberania.

Em seguida, no seu espaço sagrado, cruze os céus com os dedos, dizendo:

"De Norte a Sul, de Leste a Oeste... Iniciamos nossa jornada, abençoados pelo Céu, a Terra e o Mar. O Céu, que está no Sol, o Mar, que está na Lua e a Terra, que está sob nossos pés. Estamos reunidos hoje, para saudarmos o retorno do Sol, através do Solstício de Inverno. Que haja paz entre os mundos!"

Comece o ritual honrando a Mãe Terra, fazendo-lhe uma oferenda, que poderá ser um alimento, fruta, bebida, flores ou uma poesia. Coloque suas mãos no chão e diga:

Mãe Terra

"Mãe Terra, em sua viagem solitária,
O Sol sempre passou através de você.
O seu trajeto tem crescido mais a cada dia,
Desde o Solstício passado, quando o verão se foi.
É o seu poder que agora nos guia adiante
Nessa jornada, entre túneis e cavernas.
Peço que ouça-nos nesse momento vibrante
Mostrando o melhor caminho a seguir."

Aceitai nossa gratidão! (Coloque a oferenda. Sugestão: maçã.)

Inspiração Sagrada

"Chamamos os Bardos do caminho do carvalho,
Que a lembrança dos seus contos, poemas e canções,
Possam encher-nos de inspiração durante este trabalho."

Declaração do Propósito

"O Sol se renova e a longa descida rumo à escuridão se inicia. O mundo está em constante mudança... O passado ficou para trás e o novo agora nos aguarda. Tudo gira em torno do Sol. Peço que a luz volte a brilhar, abençoando-nos com sua eterna chama de abundância."

Estabelecendo contato com o caldeirão do centro (o Céu)

"Acendo o fogo sagrado na sabedoria, no amor e no poder.
Fogo sagrado, que queima em nós e faz a alma resplandecer."

Acenda a vela amarela dentro do caldeirão e diga:

"O Solstício de Inverno é um tempo de regeneração e de mudanças, ideal para despertarmos nossa criança interior, renovando as esperanças em honra à Mãe Divina." Este ritual é dedicado à Rhiannon.

Estabelecendo contato com o caldeirão da esquerda (o Mar)

“Nas profundidades da terra fluem as águas da sabedoria.
As águas sagradas que fluem dentro de nós em plena sintonia.”

Pegue o caldeirão com a água, molhe os dedos e faça o símbolo do triskle na testa, em forma de bênção. O triskle, como mencionamos em: Símbolos Celtas - 1ª parte, é um símbolo indo-europeu usado pelos celtas, que lembra três pontas curvadas, uma referência ao movimento da vida e do universo.

Estabelecendo contato com o caldeirão da direita (a Terra)

"Das profundezas às alturas, mede a árvore do mundo.
A árvore sagrada que cresce dentro de nós, neste solo fecundo."

Coloque os galhos e as folhas verdes dentro do caldeirão, para representar a renovação deste novo ciclo.

Estabelecendo contato com os Deuses

"Salve Rhiannon, portadora das bênçãos da fertilidade,
Que penetra as trevas da mente, da alma e do coração.
Assim como a luz do Sol que nos faz renascer,
Através da época mais escura do ano, neste anoitecer."

"Salve Rhiannon, símbolo da promessa da renovação,
A Senhora dos cabelos dourados.
Com reverência, pedimos gentilmente,
Abençoai-nos, com o seu mistério, plenamente."

"Salve Rhiannon, a Grande Rainha,
Que nesta noite longa e ancestral
Possa trazer o Sol renascido ao mundo,
Renovando as energias desse limiar profundo."

Estabelecendo contato com as Três Famílias

Pelas bênçãos dos Deuses, dos nossos antepassados e dos espíritos da natureza, nesta noite de renovação, honramos mais uma vez, aqueles que iluminaram o caminho antes de nós. Sejam todos bem-vindos!

Faça uma oferenda às Três Famílias. Sugestão: taça de vinho.

Em seguida faça uma pausa para meditação e para receber uma mensagem dos oráculos. Sugestão: runas ou ogham.

Invocação ao Sol

"Oh, roda brilhante no céu!
Ouça o meu chamado com atenção.
Peço pelo seu regresso em segurança
Neste solstício de inverno com devoção.
Há seis meses, você estava no auge.
Eu cantei nos campos quando lhe vi surgir,
Forte, orgulhoso e cheio de esplendor.
Desde então, você começou a diminuir.
Seu caminho foi longo e escuro,
Rumo aos portais do submundo
Você iluminou o caminho das almas,
Que há muito partiu deste mundo.
Movendo-se através de túneis e cavernas
Passou algum tempo sob a terra
Mas agora é hora de você retornar,
Pelos caminhos onde a roda hoje encerra.
Traga consigo toda sua luz e calor.
Aquecendo-nos neste inverno escuro e frio.
Encontre o seu caminho através da escuridão
E ilumine o mundo vencendo este desafio!"

Eu honro o Sol como manifestação do princípio divino. E peço-vos que aceitai essa poesia como uma oferenda, para que possamos em troca, vivenciar mais um ano brilhante e repleto de bênçãos. Que assim seja!

Agradecimentos e encerramento

"Agora, eu fecho esse rito.
Mas, primeiro, quero agradecer,
Àqueles que ofereceram sua ajuda.
Ao Sol, que retorne com sua luz e poder.
Às Três Famílias,
Deuses, Antepassados e Espíritos da Natureza,
Que através dessa reunião,
Acrescentaram proteção, força e beleza.
À Mãe Terra, por mostrar ao Sol,
Os meios apropriados para regressar.
E a todos os poderes que nos ajudaram,
Agradeço por este rito que acabamos de finalizar.”

Pelas bênçãos do Céu, da Terra e do Mar, o ritual está encerrado!

(Ritual baseado nos princípios da Ordem Druídica ADF - Árn Draíocht Féin - A Druid)

Extraído do livro Brumas do Tempo - Todos os direitos reservados.

Celebrações: Solstício de Inverno

Rowena Arnehoy Seneween ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com
E-mail:
rowena@templodeavalon.com

Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo
0 Comentário(s)

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites, usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.


Navegue pelos artigos
Artigo prévio Sugestão para celebrar Samhain Sugestão para celebrar Imbolc Próximo artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Artigos do Site
Para o proveito daqueles que não estão familiarizados com o que fazemos na ordem ADF - Ár nDraíocht Féin, permitam-me explicar rapidamente nossa cosmologia e o que esperamos alcançar em nosso ritual.
O Ogham é um alfabeto oracular, de origem celta, encontrado na Irlanda e Grã-Bretanha. O nome das letras ogâmicas é "fid" (singular) e "feda" (plural) em irlandês antigo. No irlandês moderno são: "fiodh" e "feadha" - que são palavras traduzidas como "madeira" e "bosque".
A meditação é fundamental ao autoconhecimento, no aprofundamento do caminho druídico e no contato com o divino, para alcançarmos o equilíbrio físico, mental e espiritual.

Go raibh maith agat... Obrigado!