Céad mille fáilte!

CONSULTA DO ORÁCULO

Pesquisa
Menu Principal
LIVRO

BRUMAS DO TEMPO
Poesias, pensamento e ritos druídicos - livro na versão impresso ou e-book.
Vendas: clique aqui.
Links

Agradecimentos:
Aon Celtic Art
Licença Creative Commons

SmartSection is developed by The SmartFactory (http://www.smartfactory.ca), a division of INBOX Solutions (http://inboxinternational.com)

7° Dia: Prática Diária

Publicado por Rowena em 01/3/2012 (2921 leituras)

Em termos de prática diária, a vida é centrada na total percepção espiritual. Costumo dizer que estou conectada 24 horas por dia ao Outro Mundo, pois tudo ao meu redor reflete essa sacralidade, seja no simples ato de conversar com os meus familiares, até nos momentos de concentração para escrever ou mesmo trabalhar e atender clientes.

Ao levantar, saúdo meus Deuses de devoção, coloco água fresca no altar principal e acendo um incenso. O café fresquinho, que recende todo seu aroma pela casa, desperta o sentimento de gratidão ao ser colocado em uma xícara e ofertado aos ancestrais, num singelo altar da cozinha.

O fogo que queima através da vela dentro do caldeirão no altar, nos inspira ao caminho sagrado, mantendo acesa a chama de nossos corações, na certeza de trilhar a jornada com mais firmeza e solidez.

Em seguida, agradeço à natureza e aos quatro ventos por seus atributos, faço uma pausa para a meditação, em plena conexão aos Três Reinos. Mesmo com a correria do dia-a-dia, aprendi que pequenas ações surtem efeitos maravilhosos para mantermos o equilíbrio físico, mental e espiritual, até mesmo em uma breve cachimbada com ervas sagradas que promovem a harmonia com os seres da natureza.

As práticas diárias têm o poder de renovar a nossa fé!

Práticas comuns? Visto desta maneira parece ser tudo tão fácil... Sim, simples e natural, como a vida deve ser, infelizmente, somos nós que acabamos por complicar tudo.

Para que essa sintonia aconteça, precisamos estar conscientes do aqui e agora, para percebermos que aquilo que vivenciamos diariamente nos liga diretamente aos Deuses.

As práticas podem ser diferentes, mas a mensagem é sempre a mesma: despertar a devoção com constância e regularidade. Talvez, com uma oração, poesia ou uma atividade devocional - como descreveu JP Bach na sua postagem - ou como aprendi através do ikebana, no ato de reverenciar os Deuses através da oferta de uma pequena flor no altar. Enfim, que essas sugestões possam lhe ajudar em sua prática individual também.

Como se diz numa bênção pagã: "Na visão dos Deuses e não-deuses e em homenagem à imensa generosidade do universo, eu agradeço a minha parte." Simples assim!



Rowena Arnehoy Seneween ®
Pesquisadora da Cultura Celta e do Druidismo.

Website:
www.templodeavalon.com
Brumas do Tempo:
www.brumasdotempo.blogspot.com
Três Reinos Celtas:
www.tresreinosceltas.blogspot.com
E-mail:
rowena@templodeavalon.com

Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo
0 Comentário(s)

Direitos Autorais

A violação de direitos autorais é crime: Lei Federal n° 9.610, de 19.02.98. Todos os direitos reservados ao site Templo de Avalon e seus respectivos autores. Ao compartilhar um artigo, cite a fonte e o autor. Referências bibliográficas e endereços de sites, usados na pesquisa dos artigos, clique aqui.


Navegue pelos artigos
Artigo prévio 6° Dia: Espaços Sagrados 8° Dia: Divindades e Crença Próximo artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Artigos do Site
Para o proveito daqueles que não estão familiarizados com o que fazemos na ordem ADF - Ár nDraíocht Féin, permitam-me explicar rapidamente nossa cosmologia e o que esperamos alcançar em nosso ritual.
O Ogham é um alfabeto oracular, de origem celta, encontrado na Irlanda e Grã-Bretanha. O nome das letras ogâmicas é "fid" (singular) e "feda" (plural) em irlandês antigo. No irlandês moderno são: "fiodh" e "feadha" - que são palavras traduzidas como "madeira" e "bosque".
A meditação é fundamental ao autoconhecimento, no aprofundamento do caminho druídico e no contato com o divino, para alcançarmos o equilíbrio físico, mental e espiritual.

Go raibh maith agat... Obrigado!